Danika é uma jovem comum, estudante e namora, com o passar dos anos a mulher foi soltando mais pro lado do seu namorado, começou com boquete, depois deixou o cara lamber seus peitos… depois a xana, uma punheta e por fim a bocetinha, para não cair na rotina ela decidiu que já é hora de dar o cuzinho… morre de medo mas a vontade é melhor ela acha que o sexo anal irá libertar o seu homem e será o momento de prazer derradeiro de sua vida anceia por sentir porra quente dentro do seu toba e ficou toda molhada só de pensar.

Em um belo dia chamou o namoradinho para casa e disse para si mesma que seria hoje, por mais que sentisse dores seria gostoso no final de novo mentalizou o leitinho quente jorrando entre seu cuzinho e caindo.. sentiu um arrepio e ligou, o rapaz todo animado foi sem pensar duas vezes pois transaria como sempre… engano o dele, hoje seria especial.

Chegando lá os dois foram para a cama, a vadia já abriu as pernas mostrando uma bocetinha apertada e rosada já o cara tirou uma benga enorme de dentro da cueca e já recebeu uma punhetinha para esquentar as coisas, pouco tempo depois enfiou dentro da boceta com uma certa dificuldade pois era bem grande mesmo.

Mas fez uma forcinha e conseguiu depois de algumas enfiadas a vadia virou e deixou seu rabo aberto ele escutou algumas doces palavras: fode meu cu seu ogrão,  ele não havia entendido direito… era para comer o tão sonhado rabo? Ela confirmou e mandou ele andar logo… sem pensar duas vezes o cara enfiou e foi desfrutando de cada segundo, era tão bom que o orgasmo já estava na ponta e splash foi o primeiro gozo dentro do rabo dela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *