Antes de assistir o vídeo de sexo lesbico é bom esclarecer as duas principais dúvidas das pessoas sobre sexo lesbico.

  1. Como as lesbicas se relacionam? ” As maneiras em que nós fazemos sexo são tão variadas quanto as maneiras dos casais héteros. Na minha opinião, inclusive, é até melhor, porque não há o fantasma da ereção nem a necessidade de se satisfazer a ereção. Além disso, as mulheres são capazes de ter orgasmos múltiplos, então o tempo de recuperação é pouco ou quase zero. Nós fazemos sexo oral, sexo anal, sexo com penetração, e todas as variantes intermediárias.”
  2. Quem é o homem da relação, existe isso?  “Às vezes há mulheres mais masculinas que gostam de estar no comando, mas nem sempre. Isso é sempre uma questão de preferência pessoal, sério. E não chega nem a ser que uma de nós é “ativa” e outra “passiva”… muitas vezes a gente inverte os papéis, às vezes até no meio de uma mesma transa.”
  3. É mais fácil para vocês saberem o que a parceira gosta? “Não. Assim como acontece com os héteros, nós gays levamos um tempinho para descobrir do que a gente gosta. Eu não fazia a menor ideia do que estava fazendo por mais ou menos um ano depois que eu comecei a dormir com mulheres. E não foi até eu encontrar minha primeira namorada que eu realmente comecei a entender que coisa de outro mundo o sexo com uma mulher pode ser.”
  4. Vocês sempre usam cinta-pau? “Não. Mais uma vez, depende do casal, mas para mim, é algo que eu guardo para “ocasiões especiais”. E eu também adoro ser penetrada em sexo anal, então eu gosto de ter por perto uma cinta que me penetre lá, porque é bom. Algumas mulheres ou outros gays gostam de utilizar a cinta-caralha com regularidade. Às vezes a gente encarna uma fantasia e interpreta um personagem mais masculino, e, para outras pessoas, esse papel masculino é o que sempre as deixa mais confortáveis.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *